quarta-feira, 12 de junho de 2019

ensaio das funções


UMA FALA VISUAL
As Funções da Linguagem na Imagem

Ensaio fotográfico sobre A FALA VISUAL - As Funções da Linguagem de Roman Jackobson realizado pela turma da disciplina Imagem na Cultura Contemporânea, do curso de jornalismo da UFRN, 2019.1, ministrada pelo professor Marcelo Bolshaw Gomes.

O médico Roman Jackobson estuda problemas da fala (afasia, gagueira, etc). Por isso, passou a minimizar a noção de ‘Língua’ (como um conjunto sistemático de signos, proposto por Saussure) e ressaltar a de ‘Parole’ como atividade cognitiva. Além disso, Jackobson propôs um modelo de seis elementos constituintes da comunicação, estabelecendo uma função específica relativa a cada elemento do modelo.
Elemento
Função da Linguagem
EMISSOR
RECEPTOR
MENSAGEM
CÓDIGO
REFERENTE
CANAL

Turma: ISA CAROLINE GOMES DA SILVA, JOANA MERCEDES PAINO RIBEIRO, JULIO MARCEL CASTRO DE ALBUQUERQUE, KAIO DA SILVA MARINHO, LUCIA DE FATIMA SANTOS DE OLIVEIRA, MARCELLO RACHID LEMOS RIBEIRO, MARCOS VINICIUS FERREIRA RAMOS, MAURILIO PINTO DE MEDEIROS NETO, MAX SUEL PRAXEDES DA SILVA, MYCHAELL DANTAS DE FARIAS, RANGEL ALVES DE LIMA PONTES, SÁVIO DIEGO ALVES DA SILVA, SEBASTIÃO MONTEIRO DA COSTA, SULLA DEDORA OVIDIO MIRANDA, TALITA KARLA DE ASSIS SILVA e TONI LUCAS BENTO CARNEIRO.

função emotiva


EMOTIVA OU EXPRESSIVA
Esta função ocorre quando se destaca as opiniões, sentimentos e emoções dos autores, em um texto e visual subjetivo e pessoal. 


função conativa

CONATIVA OU APELATIVA
É quando os personagens e/ou o narrador falam diretamente com o leitor. Geralmente, usa a 2ª pessoa do discurso (você; vocês), vocativos e formas verbais ou expressões no modo imperativo (não apenas ordens, mas também pedidos).



função poética


POÉTICA  É aquela em que o significado da história é transmitido de várias formas, através do jogo entre o texto e sua estrutura, de sua tonalidade de cores, de seu ritmo narrativo; e despertar no leitor o prazer estético e surpresa.


função metalinguística


METALINGUÍSTICA  Caracterizada pela preocupação com o código. Pode ser definida como a linguagem que fala da própria linguagem, ou seja, descreve o ato de falar ou escrever.